segunda-feira, 18 de setembro de 2017

A BORBOLETA E O CASULO

Um dia, uma pequena abertura apareceu em um casulo; um homem sentou e observou a borboleta por várias horas, conforme ela se esforçava para fazer com que seu corpo passasse através daquele pequeno buraco.

Então pareceu que ela havia parado de fazer qualquer progresso. Parecia que ela tinha ido o mais longe que podia, e não conseguia ir mais.

Então o homem decidiu ajudar a borboleta: ele pegou uma tesoura e cortou o restante do casulo.  A borboleta então saiu facilmente. Mas seu corpo estava murcho e era pequeno e tinha as asas amassadas.

O homem continuou a observar a borboleta porque ele esperava que, a qualquer momento, as asas dela se abrissem e esticassem para serem capazes de suportar o corpo que iria se afirmar a tempo. Nada aconteceu! Na verdade, a borboleta passou o resto da sua vida rastejando com um corpo murcho e asas encolhidas. Ela nunca foi capaz de voar.

O que o homem, em sua gentileza e vontade de ajudar não compreendia, era que o casulo apertado e o esforço necessário à borboleta para passar através da pequena abertura era o modo com que a natureza fazia com que o fluido do corpo da borboleta fosse para as suas asas, de modo que ela estaria  pronta para voar uma vez que estivesse livre do casulo. 

Algumas vezes, o esforço é justamente o que precisamos em nossa vida. Se passássemos esta nossa vida sem quaisquer obstáculos, nós não iríamos ser tão fortes como poderíamos ter sido.

Autor Desconhecido


Refletindo!

Cada pessoa tem seu tempo de amadurecimento e muitas vezes, precisa passar por processos de reconstrução interna para alcançar o que quer. Isso também acontece com as crianças, por isso não podemos comparar nosso filho com o filho da amiga. Cada criança tem um processo de funcionamento cerebral e os pais precisam tentar entender como ela “funciona” para realmente ajudar.


Ficar cobrando que seu filho não faz isso como o da amiga, ou seu filho não se comporta desse modo como o da vizinha não ajuda em nada. O importante é você transmitir segurança emocional para ele amadurecer e proporcionar estratégias para ajuda-lo quando necessário.

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

O PODER DA PACIÊNCIA

Um menino de rua,  de 12 anos, entrou numa sorveteria, sentou-se em uma mesa
e perguntou para a garçonete que passava:

– Quanto custa um sorvete?
– 3,00 – respondeu a moça.                              

O menino tirou algumas moedas do bolso e começou a contá-las bem devagar para não errar.

Ele havia passado a manhã toda catando latinhas e tinha apurado aquele dinheiro:

– Quanto custa o picolé mais barato?

A essa altura, já havia mais pessoas esperando para serem atendidas, e a garçonete estava perdendo a paciência

– 2,00 – respondeu ela, de maneira brusca.

O menino, mais uma vez, contou as moedas e disse:

– Eu vou querer, então, o picolé de 2,00.

Após alguns minutos, a garçonete trouxe o picolé e a conta, colocou-os na mesa e foi atender outros clientes.

O menino terminou o picolé, pagou a conta no caixa e saiu.

Quando a garçonete voltou para limpar a mesa, sentiu uma dor profunda no peito e começou a chorar.

Na mesa, o garoto havia deixado 1,00 todo de moedas.

 Ele havia escrito em um guardanapo: -

 Esta gorjeta é para a senhora

É pouco, mas é de coração. DEUS te abençoe!!!!                    

 Com isso, ela percebeu que o menino tinha pedido o picolé mais barato
para que sobrasse uma gorjeta para ela.

Mesmo ela tendo sido ríspida com o garoto!

...Quantas vezes temos a oportunidade de abençoar alguém, sacrificando apenas uma parte do que temos e não o fazemos?

 Quantas vezes julgamos as pessoas pela aparência, e não pelo seu coração?

Autor Desconhecido
Whatssap

MÃE É MÃE ATÉ NA HORA DA MORTE


Após o falecimento do pai.. o filho colocou a sua mãe num asilo, e a visitava de vez em quando.. Um dia, recebeu uma ligação do asilo, informando que ela estava morrendo... Foi correndo para ver a sua mãe antes que ela falecesse...
Perguntou para ela:
- O que quer que eu faça por você mãe?
Disse a mãe:
- Quero que você coloque ventiladores no asilo porque eles não tem e quero que você compre geladeiras também, para que a comida não estrague,muitas vezes dormi sem comer nada!!!
O filho disse surpreso:
- Mas agora está pedindo essas coisas, enquanto está morrendo?? Porque não reclamou antes?
A mãe respondeu triste:
- Eu me acostumei com a fome e o calor, mas o meu medo é você não se acostumar quando seus filhos colocarem você aqui, quando estiver velho!!!

MORAL DA HISTÓRIA:

"AME O QUE VOCÊ TEM , ANTES QUE A VIDA LHE ENSINE A AMAR O QUE VOCÊ PERDEU"

Autor Desconhecido
enviada pelo whatssap

O PODER DO SILÊNCIO

Um fazendeiro descobriu que tinha perdido o relógio no celeiro. Muito valioso e de grande valor sentimental.

Após extensa procura em vão ,ele recorreu à ajuda de um grupo de crianças e prometeu uma valiosa recompensa para quem encontrasse o seu relógio.

Quando o fazendeiro estava prestes a desistir, um menino lhe pediu uma chance para tentar, já que todos os outros não conseguiram .

Porque não? seria uma tentativa a mais.

Então , o fazendeiro autorizou o menino a entrar no celeiro .

Depois de um tempo, o menino saiu com o relógio em sua mão.!!! Todos ficaram espantados.  Então perguntei; Como conseguiu encontrar ??

O menino respondeu : Eu não fiz nada a não ser ficar sentado no chão escutando.

No silêncio ,eu escutei o tique - taque do relógio e apenas olhei para a direção certa .

Uma mente em Paz pode pensar melhor do que uma mente confusa.

Dê alguns minutos de silêncio à sua mente todos os dias, pois assim você ouvirá a voz de Deus que te conduzirá na direção certa e lhe ajuda a definir a sua vida!

Que a sua semana seja ouvindo e seguindo a voz de Deus.!!!

Autor Desconhecido
Whatssap

sexta-feira, 28 de outubro de 2016

O HOMEM FELIZ

Narra antiga lenda, que certa vez um rei adoeceu gravemente e à medida que o tempo passava seu estado piorava.
Os médicos tentaram de tudo, mas nada parecia funcionar.
Estavam a ponto de perder a esperança quando a velha criada falou:

- Eu sei uma forma de salvar o rei. Se vocês puderem encontrar um homem feliz, tirar-lhe a camisa e vesti-la no rei, ele se recuperará.

Ao ouvir tal afirmativa, o Rei enviou seus mensageiros a todos os cantos do reino a procura de um homem feliz. Eles cavalgaram por todos os lugares e não encontraram um homem feliz.
Ninguém estava satisfeito; todos tinham uma queixa a fazer.

- "Aquele alfaiate estúpido fez as calças muito curtas! Ouviram um homem rico dizer."

- "A comida está péssima, este cozinheiro não consegue fazer nada direito! Outro reclamava."

- "O que há de errado com os nossos filhos Resmungava um pai insatisfeito."

- "O teto está vazando! A situação financeira está péssima. Será que o Rei não pode dar um jeito nessa situação"

Essas e outras tantas queixas eram o que os mensageiros do rei ouviram por onde passaram.
Se um homem era rico, não tinha o bastante; se não era rico, era culpa de alguém.
Se era saudável, havia uma sogra indesejável em sua vida.
Se tinha uma boa sogra, a gripe o estava infelicitando.
Enfim, naquele reino todos tinham algo do que reclamar.
O Rei já tinha perdido a esperança de ficar bom, quando numa noite, seu filho cavalgava pelos campos e, ao passar perto de uma cabana ouviu alguém dizer:

- Obrigado Senhor! Concluí meu trabalho diário e ajudei meu semelhante. Comi meu alimento, e agora posso deitar-me e dormir em paz. O que mais poderia desejar, Senhor

O príncipe exultou de felicidade por ter, finalmente, encontrado um homem feliz. Retornou e mandou que seus homens fossem até lá e levassem a camisa do homem ao rei e lhe pagassem o quanto pedisse.

Mas quando os mensageiros do rei entraram na cabana para despir a camisa do homem feliz, descobriram que ele era tão pobre que sequer possuía uma camisa.

Autor Desconhecido!

segunda-feira, 12 de setembro de 2016

NAUFRÁGIO

Após um naufrágio, o único sobrevivente agradeceu a Deus por estar vivo e ter conseguido se agarrar a parte dos destroços para poder ficar boiando. 

Este único sobrevivente foi parar em uma pequena ilha desabitada e fora de qualquer rota de navegação, e ele agradeceu novamente.

 Com muita dificuldade e restos dos destroços, ele conseguiu montar um pequeno abrigo para que pudesse se proteger do sol, da chuva e de animais e para guardar seus poucos pertences, e como sempre agradeceu.

Nos dias seguintes a cada alimento que conseguia caçar ou colher, ele agradecia. No entanto um dia quando voltava da busca por alimentos, ele encontrou o seu abrigo em chamas, envolto em altas nuvens de fumaça. Terrivelmente desesperado ele se revoltou, gritava chorando: "O pior aconteceu! Perdi tudo! Deus, por que fizeste isso comigo?"

Chorou tanto, que adormeceu, profundamente cansado. No dia seguinte bem cedo, foi despertado pelo som de um navio que se aproximava. - Viemos resgata-lo.

- Como souberam que eu estava aqui?

- Nós vimos o seu sinal de fumaça.

É comum sentir-nos desencorajados e até desesperados quando as coisas vão mal. Mas Deus age em nosso benefí­cio, mesmo nos momentos de dor e sofrimento.

Lembrem-se: se algum dia o seu único abrigo estiver em chamas, esse pode ser o sinal de fumaça que fará chegar até você a Graça Divina. Para cada pensamento negativo nosso, Deus tem uma resposta positiva.


Autor Desconhecido!

quarta-feira, 31 de agosto de 2016

PASSEIO DE BICICLETA

"A nossa maior riqueza é permitir que Deus tome o controle total de nossa vida..."

A princí­pio, eu via Deus como um observador, um juiz que não perdia de vista as coisas erradas que eu fazia. Desse modo, quando eu morresse, Ele saberia se eu merecia ir para o Céu ou para o Inferno.

Ele estava sempre lá, como um presidente. Eu reconhecia a sua imagem quando a via, mas não o conhecia de verdade.

Mais tarde, quando eu O conheci melhor, pareceu que a vida era como um passeio de bicicleta para duas pessoas e notei que Deus estava no banco de trás, me ajudando a pedalar.

Não me lembro quando Ele sugeriu-me que trocássemos de lugar, e a vida não foi a mesma deste então ... A vida com o Seu poder e Seu amor tinha se tornado muito mais tranquila!!!

Quando eu tinha o controle sabia o caminho, mas não tomava a direção correta.Mas quando Deus assumiu a liderança (Ele conhecia atalhos maravilhosos) passei a subir montanhas e atravessar terrenos pedregosos em velocidade vertiginosa! Tudo que eu podia fazer era seguir em frente! Embora tudo aquilo parecesse loucura Ele ficava dizendo:

- Pedale, pedale!!!

Eu ficava preocupado, ansioso e perguntava:

- Para onde o Senhor está me levando?

E Deus apenas ria e não me dava uma resposta e eu comecei a confiar Nele. Logo me esqueci da minha vida rotineira, sofrida e comecei a participar da aventura. Quando dizia que estava assustado, Ele virava-se para trás e tocava minha mão.

A princí­pio, eu não confiei muito em Deus quando Ele assumiu o controle da minha vida. Achei que Ele a destruiria. Mas o Senhor conhecia os segredos da bicicleta, sabia como incliná-la para fazer curvas fechadas, pular para evitar lugares cheios de pedras, aumentar a velocidade para encurtar os caminhos difí­ceis.

Também estou aprendendo a calar-me e pedalar nos lugares mais complicados e ainda apreciar a paisagem e a brisa fresca em meu rosto com o meu ótimo e constante companheiro Deus. E quando estou certo de que não posso mais seguir em frente, Ele apenas sorri e diz:

- Pedale ...

A nossa maior riqueza é permitir que Deus tome o controle total de nossa vida e sempre o primeiro passo deve partir de nós, pois Ele sempre se encontra a nossa disposição para colocar-nos em seu caminho

Autor Desconhecido

terça-feira, 30 de agosto de 2016

DEPENDE DA MANEIRA QUE SE FALA

Certa vez um rei sonhou que havia perdido todos os dentes.

 Ele acordou assustado e mandou chamar um sábio para que interpretasse o sonho.

- Que desgraça, Senhor! Exclamou o sábio. Cada dente caído representa a perda de um parente de 

Vossa Majestade! 

- Mas que insolente, gritou o rei. Como se atreve a dizer tal coisa?


Então, ele chamou os guardas e mandou que lhe dessem cem chicotadas.


Aí resolveu chamar outro sábio para interpretar o mesmo sonho. E este lhe disse:


- Senhor, uma grande felicidade vos está reservada! O sonho indica que ireis viver mais que todos os vossos parentes! 


A fisionomia do rei se iluminou e ele mandou dar cem moedas de ouro ao sábio. Quando este saía do palácio um cortesão perguntou ao sábio:


- Como é possível? A interpretação que você fez foi a mesma do seu colega. No entanto, ele levou chicotadas e você, moedas de ouro! 


- Lembre-se sempre... respondeu o sábio, TUDO DEPENDE DA MANEIRA DE DIZER AS COISAS... 


Precisamos aprender como nos direcionar as pessoas que nos cercam, muitas vezes elas precisam apenas de uma palavra amiga ou uma mão estendida


Autor Desconhecido

A MELANCIA




Um cientista e professor, ao comer uma fatia de melancia, pensou em uma ilustração para as suas palestras.

Depois de calcular que a fruta tinha cerca de 9 quilos, ele recolheu algumas sementes e as pesou. Usando um pouco de matemática, ficou admirado em descobrir que precisava de cerca de 5 mil sementes para fazer meio quilo.

Então se sentou a mesa e escreveu: "Há pouco tempo alguém plantou apenas uma dessas sementinhas no solo. Sob a influência do sol e da chuva a semente se despiu de sua capa e aumentou em cerca de 5 mil vezes o próprio peso. Ele forçou todo esse material através de uma pequena haste e construiu uma melancia. Por fora uma cobertura verde , por dentro, uma camada branca, e no interior, uma polpa vermelha. Espalhadas por dentro da nova melancia uma quantidade enorme de outras sementes; cada uma capaz de fazer a mesma obra novamente."

Que arquiteto desenhou o plano? De onde a semente da melancia obteve sua extraordinária força? De onde extraiu o corante para suas cores? O cientista então destacou que, enquanto não pudermos explicar uma melancia não poderemos nos atrever a duvidar do poder de Deus.

Ao nos abençoar com as Maravilhas que muitas vezes não compreendemos, Deus nos mostra a sua sabedoria, seu poder infinito e o grande amor que tem por nós. Se com uma simples melancia Ele faz um milagre, imagine o que realiza na vida de seus filhos.

Autor Desconhecido!

quinta-feira, 25 de agosto de 2016

A GRANDEZA DO MAR

Você sabe por quê o mar é tão grande
Tão imenso
Tão poderoso
É porque teve a humildade de colocar-se alguns centímetros abaixo de todos os rios.
Sabendo receber, tornou-se grande.
Se quisesse ser o primeiro; centímetros acima de todos os rios, não seria mar, mas sim uma ilha. Toda sua água iria para os outros e estaria isolado.
A perda faz parte.
A queda faz parte.
A morte faz parte.
É impossível vivermos satisfatoriamente. Precisamos aprender a perder, a cair, a errar e a morrer.
Impossível ganhar sem saber perder.
Impossível andar sem saber cair.
Impossível acertar sem saber errar.
Impossível viver sem saber viver.
Se aprenderes a perder, a cair, a errar, ninguém mais o controlará.
Porque o máximo que poderá acontecer a você é cair, errar e perder.
E isto você já sabe.
Bem aventurado aquele que já consegue receber com a mesma naturalidade
o ganho e a perda...
o acerto e o erro...
o triunfo e a queda....
a vida e a morte.

Autor Desconhecido!

INSTANTES

Se eu pudesse viver minha vida novamente,

A próxima trataria de cometer mais erros.

Não tentaria ser tão perfeito: relaxaria mais,

Seria mais tolo do que tenho sido e, de saída

Levaria mais a sério pouquíssimas coisas. Seria menos higiênico.

Correria mais riscos, faria mais viagens,

Contemplaria mais entardeceres,

Subiria mais montanhas, nadaria em rios,

Iria a lugares onde nunca estive antes,

Comeria mais doces e menos verduras,

Teria mais problemas reais,

E menos problemas imaginários...

Eu fui uma dessas pessoas que viveu Sensata e Prolificamente
cada minuto de minha vida

E, é claro, em meio disso,

Tive certos momentos de alegria.

Mas, se eu pudesse voltar atrás,

Trataria de ter somente bons momentos.

Pois, se não sabes, é disso que a vida é feita

Momentos......

E não perca por favor, nunca o aqui e o agora.

Eu era um desses que não iam a nenhuma parte,

Sem um termômetro, uma bolsa de água quente,

Um guarda-chuvas e um pára-quedas.

Se eu pudesse voltar a viver, viajaria mais leve.

Se eu pudesse voltar a viver,

Começaria pôr andar descalço desde o início da primavera

E seguiria assim até terminar o outono.

Daria mais voltas pelas pequenas ruas,

Contemplaria mais amanheceres

E brincaria com mais crianças,

Se eu tivesse outra vez a vida pela frente.





Mas perceba... tenho oitenta e cinco anos... e sei que estou morrendo.  

Jorge Luis Borges

quarta-feira, 24 de agosto de 2016

A CORDA E A FÉ

Esta é a história de um alpinista que sempre buscava superar mais e mais desafios.

Ele resolveu, depois de muitos anos de preparação, escalar o Aconcágua. Ele queria a glória somente para si.

Resolveu então escalar sozinho sem nenhum companheiro, o que seria natural no caso de uma escalada dessa dificuldade. Ele começou a subir e foi ficando cada vez mais tarde.

Porém ele não havia se preparado para acampar e resolveu seguir a escalada, decidido a atingir o topo.

Escureceu, e a noite caiu como um breu nas alturas da montanha, e não era possível mais enxergar um palmo à frente do nariz, não se via absolutamente nada.

Tudo era escuridão, zero de visibilidade, não havia Lua e as estrelas estavam cobertas pelas nuvens. Subindo por uma "parede", a apenas 100 metros do topo, ele escorregou e caiu...

Caía a uma velocidade vertiginosa, somente conseguia ver as manchas que passavam cada vez mais rápidas na escuridão. Sentia apenas uma terrível sensação de estar sendo sugado pela força da gravidade. Ele continuava caindo e, nesses angustiantes momentos, passaram por sua mente todos os momentos felizes e tristes que ele já havia vivido em sua vida.

De repente ele sentiu um puxão forte que quase o partiu pela metade ... shack!

Como todo alpinista experimentado, havia cravado estacas de segurança com grampos a uma corda comprida que fixou em sua cintura. Nesses momentos de silêncio, suspenso pelos ares na completa escuridão, não sobrou para ele nada além do que gritar:

- Oh, meu Deus! Me ajude!

De repente uma voz grave e profunda respondeu:

- O que você quer de Mim, meu filho

- Me salve, meu Deus, por favor!

- Você realmente acredita que Eu possa te salvar

- Eu tenho certeza, meu Deus.

- Então corte a corda que mantém você pendurado...

Houve um momento de silêncio e reflexão. O alpinista se agarrou mais ainda a corda e pensou que se largasse a corda morreria...

Conta o pessoal de resgate que no dia seguinte encontraram um alpinista congelado, morto, agarrado com as duas mãos a uma corda ... a não mais de dois metros do chão.

E você...


Está segurando a corda... 

Autor Desconhecido! 

sábado, 20 de agosto de 2016

A LOJA DE CACHORRINHOS

O dono de uma loja colocou um anúncio na porta:                                                                                   "Cachorrinhos `a venda".                                                                                                                               
Esse tipo de anúncio sempre atrai as crianças e logo um menininho apareceu na loja perguntando:
- Qual o preço dos cachorrinhos?

O dono respondeu:
- Entre R$ 30,00 e R$ 50,00.

O menininho colocou a mão em seu bolso e tirou umas moedas:
- Só tenho R$2,37.
- Posso vê-los?. O homem sorriu e assobiou.

De trás da loja saiu sua cachorra, correndo, seguida por cinco cachorrinhos.
Um dos cachorrinhos estava ficando consideravelmente para trás.

O menininho, imediatamente, apontou para o cachorrinho que estava mancando.
- O que aconteceu com esse cachorrinho???

O homem explicou que quando o cachorrinho nasceu o veterinário falou que ele tinha uma perna defeituosa e que andaria mancando pelo resto de sua vida.

O menininho emocionou-se e exclamou:
- Esse é o cachorrinho que eu quero comprar!.

E o homem respondeu:
- Não, você não vai comprar esse cachorro. Se você realmente o quer, eu vou dá-lo de presente.

Mas o menininho não gostou
Olhando direto nos olhos do homem falou:
-Eu não quero que você me dê de presente. Ele vale tanto quanto os outros cachorrinhos e eu pagarei o preço. Agora vou lhe pagar meus R$ 2,37 e a cada mês darei R$ 0,50 até que tenha pago por completo.

O homem respondeu:
- Você não quer de verdade comprar esse cachorrinho filho.

Ele nunca será capaz de correr, saltar e brincar como os outros cachorrinhos.

O menininho agachou-se e levantou a perna de sua calça para mostrar a perna esquerda, cruelmente retorcida e inutilizada, suportada por um grande aparato de metal.

Olhou de novo para o homem e disse:
- Bom, eu também não posso correr muito bem, e o cachorrinho vai precisar de alguém que o entenda.

O homem estava agora envergonhado e seus olhos encheram-se de lágrimas....

Sorriu e disse:
- Filho só espero que cada um destes cachorrinhos tenha um dono como você. Na vida não importa como somos.

O que vale é que alguém nos aprecie  e nos aceite como somos.

Amando-nos incondicionalmente.

Um verdadeiro amigo é aquele que chega quando o resto do mundo já se foi.

Autor desconhecido!